quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Ai.


Há quem saiba, há quem desconfie, há quem me conheça e há quem pense como eu. Hoje para mim é daqueles dias que mais me vai doer o coração. 

Ter o Cristiano a jogar contra nós é só a maior tortura que poderiam dar a qualquer sportinguista. Já disse e repito que em Espanha sou blanca e apesar de o jogo ser lá esta noite, o meu coração é e sempre será verde e branco. 

Se há coisa que me custa é ter de escolher. Mas se a escolha incluir o Sporting de um lado e o Real do outro eu deixo o coração falar. E sei que o jogo desta noite no Barnabéu vai ser muito complicado, mas já passamos por coisas muito piores e sobrevivemos. 

Já calámos gigantes do futebol Europeu e contamos com 4 titulares que são Campeões da Europa. Eles do outro têm dois. E melhor, têm o nosso, que só por acaso é o Melhor Jogador do Mundo, que, só por acaso, foi formado em Alvalade e que, só por acaso, também é sportinguista. 

Sei que o Cristiano é profissional e que se tiver oportunidade de marcar um golo ao Rui ele vai fazê-lo, mas duvido que, se o conseguir fazer, festeje tanto como tem festejado contra outras equipas. 

É o trabalho deles e por muito que eles gostem da equipa que está a jogar do outro lado, é aquela camisola que têm vestida que eles têm de responder. O tem de ser tem muita força e Zidane, JJ, Ronaldo, Adrien, Rui Patrício e Casilla sabem disso. Vamos ver como corre, com a certeza porém de que em Novembro eu vou estar sentada em Alvalade para receber o menino de ouro na casa que o viu nascer. 


Mariana Cordeiro Ferreira