domingo, 11 de setembro de 2016

As trocas


Os mercados, os finais de temporada e tudo o resto que diz respeito ao universo do futebol traz sempre muitas mudanças em todos os clubes. Como boa apaixonada que sou pelo desporto Rei fico contente por ver que tudo se processa da maneira mais normal possível. Ainda assim, existem trocas, principalmente nos 3 grandes que me continuam a fazer alguma confusão. 

Simão Sabrosa, João Pinto, Carlos Martins, Jardel, João Moutinho, Jorge Jesus, Maxi Pereira, André Carrillo, Yannick Djaló e tantos tantos outros que passaram a ser judas no antigo clube e as estrelas maiores do novo são apenas alguns exemplos de atletas e treinadores que já o fizeram. 

Eu gosto de ver estas mudanças, ver como se comportam os jogadores no novo clube, mas ao mesmo tempo também me faz muita confusão ver um Maxi Pereira vestido de azul, quando estive durante anos habituada a vê-lo de vermelho. Não é que a mim particularmente me faça comichão, mas não deixa de ser muito "surreal" para mim, quando vejo uma ficha de jogo do FC Porto e está lá o nome do argentino. 

Markovic foi a nova "troca". O Sérvio esteve ao serviço do Benfica antes de ir para Liverpool e n equipa de Klopp não se conseguiu impor, Jorge Jesus sempre foi apaixonado por ele e pediu o favor a Bruno de Carvalho. 

O presidente do Sporting cumpriu e a verdade é que agora está a novela montada. "O Markovic é um traidor! Está a faltar ao respeito ao Eusébio!" Desculpem lá.... hãn? 

Quando o Jesus passou para Alvalade o perfil de traidor era "adequado" segundo os benfiquistas, porque "Ele ia pro Sporting de qualquer das formas, não podia era ir directo, devia ter ido para outro lado primeiro", Markovic não veio directo da Luz e ainda assim continua a ser o traidor maior. Não percebo. 

Só tenho uma questão : É traidor porquê? Por o terem vendido e o rapaz não ter espaço na equipa e querer fazer aquilo que sabe fazer melhor ? 

Eu sei que ele é benfiquista. Da mesma maneira que todos os benfiquistas sabiam que o JJ era, e é, sportinguista apesar dos anos em que esteve ao serviço do clube, mas de qeq lhe valeu ser benfiquista? Ser vendido para uma equipa onde não joga? 

Sim, foi bem vendido, Sim, foi o Liverpool que foi à procura do Benfica por causa dele, mas ele foi, e agora volta, emprestado. Desde que ele faça um bom trabalho e que seja profissional, a mim pouco me importa se ele é sportinguista, portista, benfiquista ou bracarense. Eu quero é que ele jogue, que dê a marcar, que marque e que faça um bom trabalho. O resto pouco me importa, porque os verdadeiros sportinguistas naquele plantel eu sei quem são. 

Mariana Cordeiro Ferreira