segunda-feira, 12 de setembro de 2016

É hora de conquistar a Itália, João Mário


A pior altura do ano para qualquer adepto é, nada mais, nada menos, que o mercado de transferências. Desde o Europeu que vivia com a notícia relativamente à vontade do João Mário deixar o Sporting. Entre desmentidos e falsas notícias, o camisola 17 acabou mesmo por sair.

Ainda nem me habituei à ideia da saída do nosso Jomi e ele já veste a camisola do Inter. Não consigo olhar para a transferência do João como algo lucrativo e, muito menos, benéfico. Perdemos o nosso melhor jogador, um prodígio. Perdemos aquela harmonia no meio campo, aquele trio categórico, João-Adrien-William. Estes três meninos já jogavam de olhos fechados.

Tudo isso pouco importa agora. Importa referir que o Inter conseguiu fazer uma contratação fenomenal. Eles sim, sem dúvida que ficaram a ganhar com esta aquisição. E logo agora que precisámos tanto do nosso mágico para a Champions. E, honestamente, preferia mil vezes vê-lo na Liga Inglesa ou Espanhola.

Mas talentoso como é, não me parece que encontre grandes dificuldades em vingar onde quer que seja. Tanta qualidade, tanta técnica, tanto talento. Todos os passes, todas as jogadas. Toda a inteligência em campo. A visão e a leitura de jogo. Tudo tão categórico, sempre a embelezar a partida. Imprescindível, dotado e admirável. É um verdadeiro leão, ainda que já não jogue de leão ao peito.

Como custa proferir tais palavras. "Já não joga de leão ao peito". Mas mais importante que isso, saiu feliz. Saiu feliz e com a certeza que será bem vindo se regressar. Saiu com o coração cheio e encheu o coração dos adeptos. Fez por ser lembrado e por isso mesmo não será esquecido, será sempre apoiado. Será sempre um dos nossos e nós seremos sempre a sua casa.

Não saiu a mal e não vai ficar visto como o "mau da fita". Foram muitos anos ao serviço do clube que lhe deu tudo. E, durante esses anos, ele também fez questão de dar tudo em campo. Sai de cabeça erguida e com o sentimento de dever cumprido. Entristece o facto de não ter sido campeão aqui mas certamente que festejará juntamente connosco, sem qualquer dúvida.


"Por onde começar.. 14 anos maravilhosos que não vou esquecer aconteça o que acontecer! Neste momento só me vem à cabeça a palavra agradecimento. Agradecimento ao Sporting por tudo o que fez por mim. Comecei como qualquer criança que chega à academia e sonha em chegar à equipa principal, passando por vários anos numa formação única. Desde o primeiro dia soube que tinha feito a escolha certa e agradecer a todas as pessoas sem excepção que fizeram parte desta história. Desde toda a direcção, todos os treinadores que tive, todas as pessoas que trabalhei durante anos na academia, o meu MUITO OBRIGADO! Ficarão todos no meu coração, assim como todos os sportinguistas pelo carinho que sempre me deram e toda a admiração. A partir de hoje sou mais um adepto a torcer pelo @sportingclubedeportugal e começa já amanhã! Obrigado ao @inter por esta oportunidade e por todo o carinho que tiveram comigo durante esta jornada. Ansioso por começar..."

 - João Mário Eduardo

As palavras do nosso leão falam por si. Agradecimentos não faltaram e ninguém tem como lhe apontar o dedo. Cabe-nos a nós agradecer, também, por tudo o que fez pelo Sporting.
Um jogador do Sporting nunca é "só mais um", pelo contrário. São jogadores assim que levam o nome do nosso clube aos quatro cantos do mundo, são jogadores assim que provam que, realmente, não é quem quer que tem uma Academia deste nível. É tudo uma questão de reciprocidade, nós fazemos por eles e eles fazem por nós. 

Voltando a ti, Jomi, ver o teu vídeo de apresentação e escutar milhares de adeptos a entoar o teu nome. Ainda custa a acreditar. E não há nada como ouvir o teu nome entoado em Alvalade. É completamente diferente. Eles não percebem, ou pelo menos ainda não. Continuas a ser nosso, só nosso. Lá chegará o tempo em que a oportunidade de te conquistar lhes baterá à porta. Porque não se esquecem as raízes e muito menos quem gritou o teu nome nos últimos 14 anos. Mas tu reconheces isso. 

Tu fizeste o que te competia e ninguém te pode censurar por querer mudar. Fico com a certeza que estás feliz e que te fizemos feliz. O Sporting não te vais esquecer e os adeptos vão acarinhar-te sempre. Também tenho a certeza que estamos no teu coração e que vibras como nós quando o nosso clube entra em campo. Foi um orgulho ter-te aqui e é um orgulho ter-te na Selecção das Quinas. 
Não te esqueças de regressar, porque acarinhado vais ser sempre. As maiores felicidades na tua nova jornada e que vingues como mereces, não descartando todo o teu talento e capacidade. Agora conquista a Itália e deixa os italianos boquiabertos, bem como o resto da Europa.

Ainda me dá para verter uma lágrima ou outra quando vejo um jogo do Sporting sem ti, mas o futebol é mesmo assim e um obrigada gigante nunca vai chegar. Ainda assim, obrigada Jomi, obrigada leão.


Fábia Cortinhas