quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

A hegemonia


Não é segredo para ninguém que o Mundo do Futebol é um Mundo de poder. De dinheiro, de esquemas, de resultados combinados e de novelas que já não se sabe por onde começaram. 

Qualquer que seja a equipa em questão, diz-se sempre melhor do que a outra, com mais lucro e menos passivo, com mais vendas, com mais títulos, com menos corrupção que o vizinho. Custa-me muito. Custa mesmo, saber que o futebol já deixou de ser o simples jogar à bola e passou a ser um jogo de interesses, para ver quem ganha mais com menos recursos. 

Eu consigo perceber que o dinheiro é importante, é importante porque os clubes de futebol são empresas que em boa verdade têm milhares de funcionários com um salário para receber ao final do mês, mas até onde vai a sede pelo lucro? 

É preciso sacrificar tanta coisa para se ter aquilo que se quer? A qualidade por si só já não chega para uma equipa ter sucesso. Tens de ter jogadores que dêem lucro, tens de fazer parte das equipas com mais influência neste Mundo, tens de saber com quem e a quem falar, mas mais importante que isso tens de saber chegar ao pé das pessoas certas e saber o que dizer ou que pedir... E se o que tiveres para dar em troca não for suficiente estás automaticamente no caminho para a famosa frase do "O esforço por si só não vale nada, o que conta é o resultado final". 

Tens de dar bem com os teus parceiros, mas tens de ser ainda mais macaco para manter os teus inimigos por perto. Tens de ser fingido, tens de saber fazer as vontades à UEFA e à FIFA e tens de acatar as ordens sem perguntar o por quê, porque senão.... é melhor nem saberes. 

Tens de saber dar-te bem com os Presidentes dos outros clubes, com o Presidente da Federação, o da Liga e o representante dos árbitros. Tens de ter influência suficiente perante a UEFA e a FIFA para que o teu voto seja importante ao ponto de te tentarem subornar para conseguir o que querem. No meio disto tudo ainda convém que te dês com os agentes que interessam para que os teus jogadores consigam vingar e mostrar a qualidade que têm além fronteiras..... 

Mas afinal de contas isto é futebol? A sério que isto é futebol? A sério que isto é o desporto que apaixona milhões no Mundo inteiro ? Então lamento, eu deste futebol não gosto. Eu cá sou da velha guarda, prefiro aquele que é jogado dentro de campo que com mais ou menos macaquice ainda me parece ele mesmo. 



Mariana Cordeiro Ferreira