quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Não são só os jogadores conquistados pelos "petrodólares"



Mark Clattenburg está a caminho da Arábia Saudita

Já estamos fartas de falar que o futebol gira em torno do dinheiro. 
Muito dificilmente encontraremos jogadores com amor à camisola que recusam propostas milionárias para poderem defender os seus clubes ( de momento recordo-me de Buffon, De Rossi e Totti).

Mas não são só os jogadores que são conquistados pelos "petrodólares" da Arábia Saudita ou pelos milhões vindos da China.

A realidade é que o dinheiro quer queiramos ou não controla tudo, e agora são os árbitros que abandonam grandes ligas de futebol para irem arbitar ligas de menor visibilidade só por causa do dinheiro.

Sim nós sabemos que a carreira quer de jogador de futebol ou de árbitro é efémera e que eles têm que fazer o seu pé de meia para garantirem a sua estabilidade financeira antes de terminarem estas suas carreiras mas mesmo assim...

O caso que falo é de Mark Clattenburg. O árbitro que esteve na final da Liga dos Campeões e na final do campeonato europeu, onde Portugal se sagrou campeão frente à França, vai deixar o futebol inglês para ingressar num cargo de arbitragem na Arábia Saudita.

Já não é o primeiro árbitro que ruma em busca destes famosos "petrodólares" uma vez que Howard Webb esteve à frente da direção de árbitros da federação saudita de futebol, mas entretanto saiu para rumar à MLS.

Está visto que nem os árbitros fogem à monopolização do futebol por parte do dinheiro.