sexta-feira, 28 de julho de 2017

Os novos reforços


Esta semana e dados os jogos de pré época que o Sporting tem realizado vou dar o meu parecer sobre os novos reforços do plantel, já que são bastantes. Ressalvo desde já que a minha opinião vale o que vale e que qualquer um destes jogadores poderá ter um comportamento diferente ao longo da época, para melhor ou pior. Trata-se apenas de uma primeira impressão (muitas vezes das mais valiosas).

Comecemos por Piccini. Um jogador jovem que deveria ter o seu tempo para crescer no plantel ao invés de assumir a titularidade, visto que de momento não há outro jogador para a sua posição. Schelotto foi dispensado (porquê?) e o João Pereira vendido a meio da época passada, portanto sobra-nos o italiano que, para um culminar perfeito deste imbróglio, já está lesionado. Lá terá o Bruno César de ser chamado a tapar buracos, como vem sendo hábito há algum tempo.

Ainda no eixo defensivo, chegou-nos o francês Mathieu, que também já está lesionado. Acredito que o jogador tivesse tido o seus anos de glória, ao serviço do colossal Barcelona, mas, por enquanto, não mostrou grande coisa nos minutos de pré-época. Dada a idade, é um jogador muito lento para a sua posição e não me parece ser a melhor opção. O meu desejo é que o André Pinto, outro dos novos reforços, recupere da sua lesão (mais uma) e sente o francês no banco. Tem sangue novo e agradou-me bastante no tempo em que jogou, sendo a parelha ideal para o Coates.

Do lado esquerdo, temos o Fábio Coentrão que ainda não me surpreendeu. Arrancou bem na pré-época mas ultimamente tem vindo a descambar, como já era de prever.

Relativamente ao meio campo, um dos jogadores que eu achava que poderia ser uma boa opção era Mattheus Oliveira. Contudo, apercebi-me que, apesar de não seu um jogador péssimo, não está preparado para jogar numa equipa que quer lutar pelo título e penso que não terá lugar no plantel. Jogará pouco ou será cedido para empréstimo.

Battaglia, apesar de ter mostrado pouco, na minha opinião, poderá ser uma boa alternativa ao William, caso ele saia. Ocupando a mesma posição, possui um caráter mais ofensivo que o português e poderá dar mais fluidez ao ataque. Falta-lhe mostrar-se enquanto jogador.

Acima da média está o jovem Bruno Fernandes. Dono de uma qualidade de passe exímia e de uma pés cheios de qualidade, o jogador é uma excelente alternativa ao capitão Adrien Silva e é, talvez, o melhor reforço desta época.

Temos ainda Acuña que agarrou a oportunidade jogar no SCP com unhas e dentes e mostrou bastante iniciativa, empenho e criatividade. Enquanto estiver em campo não me fará sentir saudades do Bryan Ruiz ou do Bruno César.

Por fim, o possante Doumbia. O lugar de Podence ao lado do Bas Dost deveria de ser obrigatório mas não sei se o jovem português terá lugar no plantel, frente a equipas mais fortes. Apesar de ter mostrado alguma desconcentração na pré-época, Doumbia é um jogador bastante completo mas que se quiser a titularidade, terá de mostrar mais do que é.

Em suma, podemos concluir que o Sporting tem um grave problema a nível defensivo que, se resolvido, poderá resultar num plantel fortíssimo e renovado. No entanto, se se praticarem os mesmo erros de épocas anteriores, o velho lema pressistirá - pró ano é que é!



Beatriz Manaia