sexta-feira, 23 de março de 2018

O maestro que seguiu o caminho inverso





Bruno Fernandes é um dos jogadores mais promissores que futebol português acolheu nos últimos anos.Vindo do futebol italiano, o médio é um regalo para todos aqueles que o observam.

Como sportinguista fico feliz vê-lo representar as cores leoninas, e confesso que quando saíram os primeiros rumores de que ele podia vir para cá, não acreditei muito. Pois um jogador com a aquela qualidade e tão promissor, era o típico jogador que era falado para o Sporting, mas que depois acabava num clube rival. Felizmente isso não aconteceu, e hoje é uma satisfação vê-lo espalhar perfume pelos relvados portugueses.

Com 23 anos, o médio seguiu o caminho inverso da maior parte dos jovens jogadores. Oriundo da formação boavisteira, foi para Itália com 19 anos para representar a formação do Novara da Serie B. Aí rapidamente subiu à equipa principal, onde chamou a atenção de vários clubes da Serie A. Em 2013 ingressou na Udinese, onde brilhou durante três épocas. Transferindo-se depois para os italianos da Sampdoria.

Chegou ao Sporting esta época, e já é um dos jogadores mais influentes da equipa, acumulando até agora cerca de 3774 minutos distribuídos por 47 jogos. Números incríveis e só há medida de um grande jogador. Que mesmo quando faz um jogo mau, tem sempre um pormenor capaz de ajudar a equipa.

Com várias distinções esta temporada, o médio conta com três presenças consecutivas na equipa da semana da Liga Europa e quatro distinções como melhor jogador jovem da Liga. A somar a isto tem a experiência de ter "tirado um mestrado sobre futebol" numa das ligas mais importantes do mundo, a Serie A.

Presença assídua nas seleções jovens, é um líder nato, tendo sido capitão nos vários escalões por onde passou. Estreou-se esta época na seleção principal, e apesar da forte concorrência no meio campo, é opinião unânime que deve ser um dos 23 escolhidos por Fernando Santos para representar Portugal na Rússia. 

Cristiana Ribeiro Pina