quarta-feira, 2 de maio de 2018

Bayern : Mais do mesmo


Sendo o tema de Maio o Balanço da Temporada e como vamos falar de 13 grandes equipas da Europa este mês, tínhamos de começar pelo Bayern. Não há como falar de Grandes da Europa sem falar deste gigante alemão que ontem tombou na Liga dos Campeões, mas já lá iremos.... 

Noutro dia, em conversa com um colega de trabalho, ambos chegámos à conclusão que na Europa pouco mais se pode dizer ou escrever sobre as grandes equipas. Ele dizia que são sempre os mesmos a ganhar... Em Espanha? Real ou Barça. Em França? PSG. Em Itália? A Juve. Em Inglaterra é imprevisível, mas na Alemanha é certo : Bayern. Não tem como não. Não há como negar o que toda a gente comprova quando se vê este plantel jogar. A qualidade, a técnica e a entrega acabam por levar aos títulos e o Bayern tem mais que muitos já. 

Em boa verdade, com o título também esta temporada já conquistado, o Bayern conta com seis títulos de Campeão da Bundesliga nos últimos seis anos. Nada de novo portanto, mais impressionante ainda é ter neste momento 81 pontos, são 24 pontos a mais do que o segundo classificado, 88 golos marcados, apenas 23 sofridos  e ainda ter tido tempo no meio disto tudo para ser Bicampeão da Supertaça Alemã e chegar às meias finais e ter estado a pouco mais de um golo de diferença de ter conquistado a chegada à Final da Liga dos Campeões. 

Lewandowski é o  melhor marcador da liga, tem 28 golos marcados (mais 13 que o segundo classificado), James Rodriguez tem sido uma estrela por lá e já garantiu que ficará mais uma temporada por empréstimo do Real, Robben tem 34 anos e mesmo com as lesões todas ainda marcou sete dos 81 golos, Neuer é o único guarda-redes que tem o estatuto mundial de poder jogar a meio-campo se quiser, depois ainda temos Boateng, Gotze, Alaba, Arturo Vidal e Muller.....

No meio de tantas estrelas é um bocadinho difícil de acreditar que pela segunda vez consecutiva o Bayern tenha perdido com o Real Madrid na Liga dos Campeões. Mas aconteceu e agora é saber lidar porque tirando a Liga dos Campeões, os meninos de Niko Kovac já ganharam tudo o que era preciso ganhar e mais ainda. Melhor? Só mesmo o acesso à final e no término dos 90m ter a taça na mão. 

O futebol é feito destas coisas e apesar de saber que o Bayern tem os seus defeitos e que muitas vezes o estrelato de quem faz parte do plantel acaba por prejudicar algumas coisas, não há ninguém que eu conheça que goste de bom futebol que não goste do Bayern Munique. Não há como não, porque se não se gosta de ver estes homens a jogar futebol, não se gosta de futebol de todo. 



Mariana Cordeiro Ferreira