segunda-feira, 25 de junho de 2018

Colômbia renasce ao ritmo de James e Companhia


O Mundial da Rússia tem trazido boas surpresas a todos os amantes do desporto rei. O bom futebol praticado pelas várias seleções, e os resultados inesperados em algumas partidas tem prendido os espetadores até ao último minuto.

Jogo de mata-mata, o Colômbia x Polónia era decisivo para as duas equipas. Depois da derrota inaugural frente a Japão e Senegal respetivamente; a equipa que perdesse este jogo, estava automaticamente eliminada.  

Perante este cenário as equipas entraram a todo o gás. Com o evoluir do tempo a equipa liderada por José Pekerman, pegou no jogo e demonstrou toda a sua qualidade. Como era de esperar, o primeiro golo surgiu através de uma fantástica jogada entre Quintero e James Rodriguez, que Mina através de cabeceamento certeiro não desperdiçou. 

Aberto o livro!  A Colômbia superiorizou-se ainda mais e na segunda parte demonstrou-nos o porquê de ser uma das seleções Americas favoritasa chegar longe na competição. 

Ramadel Falcão estreou-se a marcar em mundiais, depois de ter falhado o Mundial2014 por lesão. Nota para o passe primoroso de Quintero, jogador que ainda pertence ao FC Porto, e que neste mundial conta já com um golo e uma assistência.  

Pouco depois surge o terceiro golo da Colômbia por Cuadrado (belo jogo do camisola 11, um dos melhores em campo) depois de mais uma assistência primorosa de James.

Com esta assistência, James Rodriguez escreve mais um capitulo dourado na história da Seleção Cafetera, ao tornar-se num dos melhores jogadores em Campeonatos do Mundo. Neste momento, em apenas 7 jogos, James conta com 6 golos e 4 quatro assistências. Por outras palavras, James esteve envolvido nos últimos dez golos da seleção Colombiana, sendo que, atualmente, o jogador do Bayern de Munique é também o 3º maior goleador da seleção tricolor. 

Neste momento, no Grupo H a classificação encontra-se assim: 
Senegal e Japão - 4 pontos
Colômbia - 3 pontos
Polónia - 0 pontos (eliminada)

Na última ronda, a Colômbia mede forças frente ao Senegal e terá de vencer para depender apenas de si própria para passar. Quanto ao Japão e ao Senegal, um empate pode chegar para apurar as duas equipas. 

Cristiana Ribeiro Pina